Arquidiocese de São Paulo expressa solidariedade às vítimas de incêndio

0

A Arquidiocese de São Paulo manifestou nesta quarta-feira, 2, por meio de nota, sua solidariedade e proximidade às pessoas e famílias que foram vítimas do incêndio do prédio da antiga sede da Polícia Federal. O prédio, que ficava na Avenida Rio Branco, na região do Largo do Paissandu, desabou em chamas por volta das três horas desta terça-feira, 1º de maio.

A pedido do Arcebispo Metropolitano, Cardeal Odilo Pedro Scherer, desde cedo, a Igreja tem acompanhado os desdobramentos da tragédia através do Vigário episcopal para o Povo da Rua, Padre Julio Lancellotti, e do bispo auxiliar da arquidiocese, Dom Carlos Lema Garcia. De acordo com a assessoria da Arquidiocese, muitas doações foram entregues à Catedral Metropolitana de São Paulo desde o acidente.

Através da Cáritas Arquidiocesana, será promovida uma campanha em favor dos que perderam tudo no incêndio para a entrega das doações já recebidas. A ação ainda passa por ajustes, e, segundo a Arquidiocese, assim que definida será amplamente divulgada. As doações podem ser destinadas também à Cruz Vermelha.

A Arquidiocese de São Paulo também manifestou solidariedade à comunidade luterana, que teve sua igreja destruída no incêndio. Já foram iniciados contatos para colocar algum templo católico à disposição da celebração dos cultos, enquanto a igreja não for reconstruída.

Por Canção Nova, com Arquidiocese de São Paulo

Compartilhar.

Deixe um comentário