Santuário de Aparecida recebe exposição sobre Jerusalém

0

Nesta quarta-feira, 17, o Santuário Nacional de Aparecida receberá a exposição “Jerusalém— A cidade da fé”, que apresenta, por meio de fotos, a cidade sagrada para as três maiores religiões monoteístas do mundo – o cristianismo, judaísmo e islamismo. A cerimônia de inauguração da exposição acontecerá às 10h, próxima ao Salão Três Pescadores, no subsolo do Santuário Nacional. Na sequência, o cônsul-geral de Israel, Dori Goren, realizará a palestra “Jerusalém: Cidade sagrada para três religiões — uma viagem no tempo”.

Com a curadoria de Antonio Carlos Sandoval e Camila Gomes, do Consulado Geral de Israel em São Paulo, a mostra apresenta símbolos e locais sagrados da velha cidade, além de cantos pouco explorados que caracterizam a capital espiritual da humanidade. Nas vinte fotos, de autoria do brasileiro Agê Barros e do israelense Noam Chen, serão apresentados locais famosos como a Via Dolorosa, rua onde Jesus carregou a sua cruz, e a edícula que marca o local exato onde Jesus foi sepultado.

Inédita no Brasil, a exposição terá atividades gratuitas e abertas ao público. Além de apresentar aos brasileiros as curiosidades da Cidade Velha, o momento também se caracteriza como um sinal do bom convívio entre as religiões. Para o Santuário, esta é uma oportunidade de reafirmar os esforços pela paz promovidos pela Igreja Católica.

“É um gesto de acolhimento de um país que vai completar setenta anos em 2018. É nessa condição que acolhemos esta exposição. A cidade de Jerusalém é uma cidade santa, uma cidade da paz. Por isso, esse gesto também representa nossa busca pela paz, sobretudo entre as religiões”, destaca o reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida.

Segundo o cônsul-geral de Israel, foi o desejo pela paz que o motivou a idealizar a mostra, uma inspiração que surgiu durante uma visita sua ao maior templo mariano do mundo. “Em uma visita minha a Aparecida, surgiu a ideia de realizar esta exposição fotográfica sobre Jerusalém, uma cidade tão importante tanto para judeus, quanto para cristãos. A ideia foi muito bem recebida pelo padre João Batista e fico muito feliz que ela esteja sendo concretizada”, conta Goren.

A exposição poderá ser conferida até o dia 28 de fevereiro. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira das 7h às 18h. Já aos fins de semana, o local está aberto ao público das 5h às 18h. A entrada é gratuita.

Por Canção Nova, com Santuário Nacional

Compartilhar.

Deixe um comentário