Existem rebeldes “moderados” no Oriente Médio?

0

AFP4866620_ArticoloO Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, causou controvérsia ao referir-se a alguns grupos rebeldes na Síria como “moderados”, em fevereiro deste ano. Mas, existem tropas semelhantes? Um sacerdote missionário no Oriente Médio responde a esta pergunta.

A Síria vive uma guerra civil desde 2011, com uma série de grupos rebeldes que tentam derrocar o presidente do país, Bashar al-Assad. Uma destas tropas é a do Estado Islâmico (ISIS), acusado recentemente pelos Estados Unidos de cometer genocídio contra cristãos e outras minorias religiosas na região.

A imprensa estadunidense indicou repetidamente que o governo de Obama e seus aliados apoiam os grupos rebeldes na Síria com armas e outros recursos de guerra. Padre Luis Montes, missionário do Instituto do Verbo Encarnado (IVE) no Iraque, país que junto à Síria sofre a violência do Estado Islâmico, assegurou que na região não existe algo como “rebeldes moderados”.

Em declarações ao Grupo ACI, o Pe. Montes pediu prestar atenção às declarações dos bispos católicos sírios. “Os bispos da Síria respondem que ‘não há rebeldes moderados, deixem de mandar armas aos rebeldes moderados caso existam’”. Se alguma vez existiram grupos com essas características, uniram-se “aos grupos extremistas por violência ou foram comprados”, assinalou. “Não existem rebeldes moderados. Se você escutasse um rebelde moderado, não poderia acreditar no que esse tipo de gente pensa”, disse o missionário.

Ocidente está cego

“Há uma cegueira no ocidente, nas pessoas normais que não conhecem” o que ocorre no Oriente Médio, lamentou o sacerdote missionário.

Entretanto, o Pe. Montes denunciou que esta cegueira é alimentada pelo “ocultamento e por mentiras de poderosos, sem perceberem o que de verdade está ocorrendo”.

Por Rádio Vaticano

Compartilhar.

Deixe um comentário