Papa fala de compaixão em encontro com peregrinos pobres

0

ANSA1037008_ArticoloO Papa Francisco encontrou-se, na manhã desta quarta-feira, 6, com 200 peregrinos da diocese de Lyon, na França. Acompanhados pelo arcebispo, Cardeal Philippe Barbarin, os peregrinos representam pessoas que vivem em condições de precariedade: franceses desempregados, que vivem nas ruas ou doentes.

Francisco lembrou que Jesus viveu nessas mesmas condições, foi desprezado pelos homens e considerado alguém que não contava nada. “Quando sentirem tudo isso, não se esqueçam que Jesus viveu a mesma experiência. Essa é a prova de que vocês são preciosos e estão no coração da Igreja. Jesus sempre deu prioridade a pessoas como vocês”, disse o Papa.

A vida compartilhada com os pobres, segundo o Santo Padre, transforma e converte o ser humano. Nesse sentido, o Ano da Misericórdia é uma ocasião para redescobrir e viver essa dimensão de solidariedade e ajuda recíproca.

Aos peregrinos, o Pontífice fez um pedido: que preservem a coragem em meio às angústias e a alegria da esperança. “Nós acreditamos num Deus que repara todas as injustiças, que consola todas as penas e sabe recompensar os que mantêm a confiança n’Ele. À espera deste dia de paz e de luz, a contribuição de vocês é essencial para a Igreja e para o mundo”.

Francisco também pediu que os peregrinos rezem por aqueles que são responsáveis pela pobreza, ou seja, “ricos que vestem púrpura e escarlate e fazem festa com grandes banquetes, sem perceber que à porta deles há tantos Lázaros desejosos de matar a fome com as sobras de suas refeições”.

O encontro na Sala Paulo VI foi uma exceção neste mês de julho, em que há uma pausa nas atividades públicas do Papa. A audiência foi marcada por cantos, leituras e testemunhos, em que Francisco teve a oportunidade de ouvir as histórias de alguns dos peregrinos franceses.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano

Compartilhar.

Deixe um comentário