Papa pede orações pelos cristãos na China: sejam sinal de reconciliação

0

AFP5327971_Articolo“Neste Ano Santo da Misericórdia possam os católicos chineses, junto com aqueles que seguem outras nobres tradições religiosas, tornarem-se sinal concreto de caridade e reconciliação. Desta forma, eles vão promover uma autêntica cultura do encontro e a harmonia de toda a sociedade”. Foi o que disse o Papa Francisco na conclusão do Angelus deste domingo na Praça São Pedro acrescentando:

“Terça-feira, 24 de maio, vamos nos unir espiritualmente aos fiéis católicos na China, que naquele dia irão celebrar com especial devoção a memória de Nossa Senhora “Ajuda dos Cristãos”, venerada no Santuário de Sheshan, em Xangai. Peçamos a Maria para dar aos seus filhos na China a capacidade de discernir em todas as situações os sinais da presença amorosa de Deus, que sempre acolhe e perdoa”.

Papa Francisco pediu ainda à multidão de fiéis na Praça São Pedro “um aplauso aos muitos bons sacerdotes que existem aqui na Itália”. Fez isso depois de ter recordado que ontem, em Cosenza, foi beatificado Francesco Maria Greco, sacerdote diocesano, fundador das Irmãs Pequenas Operárias dos Sagrados Corações.

“Entre o século XIX e século XX foi animador da vida religiosa e social da sua cidade, Acri, onde exerceu todo o seu fecundo ministério. Demos graças a Deus por este sacerdote exemplar”, finalizou.

Por Rádio Vaticano

Compartilhar.

Deixe um comentário