Papa recorda Síria, trabalhadores e pede punição para quem abusa de menores

0

AFP5255460_ArticoloDepois da oração mariana do Regina Coeli, o Papa recordou os irmãos das Igrejas do Oriente que celebram a Páscoa, neste domingo. “O Senhor Ressuscitado leve a todos os dons de sua luz e sua paz”, disse Francisco.

Lembrando a situação de conflito na Síria o Papa disse:

“Recebo com profundo pesar as notícias dramáticas provenientes da Síria, sobre a espiral de violência que continua piorando a desesperada situação humanitária do país, sobretudo na cidade de Aleppo, e ceifando vítimas inocentes, até mesmo entre as crianças, os doentes e aqueles que, com grande sacrifício, estão comprometidos em prestar ajuda ao próximo. Exorto todas as partes envolvidas no conflito a respeitar o cessar das hostilidades e a reforçar o diálogo em andamento, único caminho que conduz à paz.”

A seguir, o Papa disse que terá início nesta segunda-feira (02/05), em Roma, a Conferência Internacional sobre o tema “O desenvolvimento sustentável e as formas mais vulneráveis de trabalho”. “Desejo que o evento possa sensibilizar as autoridades, as instituições políticas e econômicas e a sociedade civil a fim de que se promova um modelo de desenvolvimento que considere a dignidade humana, no respeito pleno das normativas sobre o trabalho e o ambiente”, frisou Francisco.

O Santo Padre saudou os peregrinos provenientes da Itália, e os de Madri e Barcelona, na Espanha, os de Varsóvia, na Polônia, como também a Comunidade Abraão, engajada em projetos de evangelização na Europa.

Francisco saudou a Associação “Meter” que há vários anos luta contra toda forma de abuso infantil. “Isto é uma tragédia! Não devemos tolerar abusos contra menores! Temos de defender as crianças e devemos punir severamente quem abusa dos menores”, disse o Papa que agradeceu a associação pelo seu compromisso e a exortou a continuar este trabalho com coragem.

Por Rádio Vaticano

Compartilhar.

Deixe um comentário